Medicina complementar e alternativa

Visão geral

Medicina Complementar e Alternativa (CAM) é o termo para produtos médicos e práticas que não fazem parte da assistência médica padrão.

Tipos de Medicina

Atendimento médico padrão

O atendimento médico padrão é o tipo de medicina praticado por profissionais de saúde com graduação em medicina (doutor em medicina). Também é praticado por outros profissionais de saúde, como fisioterapeutas, assistentes médicos, psicólogos e enfermeiros. A medicina padrão também pode ser chamada de medicina biomédica ou alopática, ocidental, convencional, ortodoxa ou regular.

Medicina complementar

A medicina complementar é um tratamento que é usado em conjunto com tratamentos médicos padrão, mas não são considerados tratamentos padrão. Um exemplo é o uso da acupuntura para ajudar a diminuir alguns efeitos secundários do tratamento do cancro.

Medicina alternativa

A medicina alternativa é um tratamento que é usado em vez de tratamentos médicos padrão. Um exemplo é o uso de uma dieta especial para tratar o cancro em vez dos medicamentos anti-cancro prescritos por um oncologista.

Medicina integrada

A medicina integrada é uma abordagem total aos cuidados médicos que combina medicina convencional com práticas de CAM que se mostraram seguras e eficazes.

Segurança sobre abordagens de CAM

Algumas terapias de CAM passaram por uma avaliação cuidadosa e provaram ser seguras e eficazes. No entanto, existem outros que foram encontrados ser ineficaz ou possivelmente prejudicial. Menos é conhecido sobre muitas terapias de CAM, e a pesquisa tem sido mais lenta por várias razões:

  • Problemas de tempo e financiamento.
  • Problemas para encontrar instituições de cancro e pesquisadores para trabalhar nos estudos.
  • Questões regulatórias.
  • As terapias de CAM devem ser avaliadas com o mesmo processo de pesquisa longo e cuidadoso usado para avaliar os tratamentos padrão. Tratamentos padrão para o cancro têm sido geralmente estudados pela sua segurança e eficácia através de um intenso processo científico que inclui ensaios clínicos com um grande número de pacientes.

Natural não significa seguro

As terapias CAM incluem uma ampla variedade de produtos botânicos e nutricionais, como suplementos dietéticos, suplementos herbáceos e vitaminas. Muitos desses produtos “naturais” são considerados seguros porque estão presentes ou são produzidos pela natureza. No entanto, isso não é verdade em todos os casos. Além do mais, alguns podem afetar como outros medicamentos funcionam em seu corpo. Por exemplo, a erva de São João, que algumas pessoas usam para depressão, pode fazer com que certos medicamentos contra o cancro não funcionem tão bem quanto deveriam.

Suplementos de ervas podem ser prejudiciais quando tomados isoladamente, com outras substâncias ou em grandes doses. Por exemplo, alguns estudos mostraram que a “kava kava”, uma erva que tem sido usada para ajudar com stresse e ansiedade, pode causar danos ao fígado.

Vitaminas também podem ter efeitos indesejados em seu corpo. Por exemplo, alguns estudos mostram que altas doses de vitaminas, incluindo vitamina C, podem afetar o funcionamento da quimioterapia e da radiação. Demasiada de qualquer vitamina não é segura, mesmo numa pessoa saudável.

Os pacientes devem informar os médicos se eles estão tomando qualquer suplemento dietético, não importa quão seguros eles anunciam. Isso é muito importante. Embora possa haver anúncios ou alegações de que algo tenha sido usado por anos, não prova serem seguros ou eficazes.

O que fazer ao considerar as terapias CAM?

Pacientes com cancro que usam ou consideram o uso de terapia complementar e alternativa devem conversar com o seu médico ou enfermeiro. Tenha em mente que algumas terapias podem interferir com o tratamento padrão ou até mesmo serem prejudiciais. Também é uma boa idéia saber se foi provado que a terapia faz o que diz.